A importância da Inteligência Emocional no trabalho e na carreira

Atualizado: 18 de mai.

O que é a inteligência Emocional?


Muito se fala sobre a Inteligência Emocional atualmente, mas você já parou para pensar no quanto ela pode efetivamente te ajudar na sua carreira e trabalho?


Antes se percebia como sucesso profissional apenas o Quociente de Inteligência (QI), sendo o raciocínio e o conhecimento técnico como primordiais para avanço na carreira.


Você já deve ter feito testes online de QI (“quer saber se é mais inteligente que Einsten?”) ou então tinha certeza que apenas o melhor aluno da sua turma que seria rico quando crescesse né?


Porém quando chegamos na vida adulta, vemos que nem sempre os melhores da turma conseguiram sucesso na carreira, enquanto alguns que nem imaginávamos conseguiram bons cargos e posições.




E sabe por que isso acontece?


O mercado de trabalho se forma de pessoas para pessoas, e é através da Inteligência Emocional que se tem a oportunidade de ter consciência das emoções, e com isso buscar a melhoria das relações pessoais e profissionais.


A Inteligência Emocional para a psicologia é a capacidade de identificar e lidar com as emoções e sentimentos.


A Inteligência Emocional possui cinco princípios:


1- Conhecer as próprias emoções (autoconsciência):


Ter a autoconsciência das emoções é o primeiro passo para poder reconhecer o que acontece com os nossos pensamentos e poder identificar o que sentimos.


É olhar para dentro e buscar entender e identificar as emoções, principalmente nos momento em que nos sentimos confusos ou angustiados.


Também conhecer suas vulnerabilidades, pontos fortes e sua personalidade, para que saiba o que é preciso melhorar ou até mesmo reconhecer e aceitar, quando necessário.


2- Controlar as emoções (autorregulação):


Ao identificar as emoções, o próximo passo é controlá-lo. Isso pode ser feito com uma breve pausa em momento de raiva por exemplo, para tomar aquele chá ou café e principalmente, não reagir sem pensar.


É importante também otimizar as emoções através de práticas que se encaixam com o seu perfil, como por exemplo meditação, rotina definida, sono regulado, ou escrevendo o que se passa na sua cabeça naquele momento, ou no dia a dia.


3- Motivação:


Se você acorda todos os dias cansado do seu trabalho ou com a sensação de que nada faz sentido, é o momento de repensar a sua motivação.


Parece estranho, mas a motivação vem primeiro dentro de nós mesmos. É colocar os seus sentimentos dentro das metas.


Ter metas definidas, começar novos projetos, ou tirar aquela ideia do papel, pode também ajudar na sua motivação.


4- Empatia:


Aquela palavra que todo mundo gosta de falar, mas complicada de fazer… mas que pode (e deve) ser desenvolvida.


A empatia nada mais é que colocar-se no lugar do outro. É uma tarefa difícil pois sempre vamos nos basear nas nossas experiências (de forma inconsciente), mas é exatamente empenhar-se a entender o outro pelas experiências da pessoa.


Uma forma de praticar a empatia é a escuta ativa, que se trata em ouvir o outro e acolhendo no que necessário. Por vezes, apenas escutar o que o outro tem a dizer pode ajudar!


5- Relacionamento Interpessoal:


Ser comunicativo e interagir com as pessoas é uma habilidade para o relacionamento interpessoal.


Desenvolver a comunicação clara, objetiva e persuasiva te ajudará a ampliar seus relacionamentos, fazendo com que seja fluido e com pessoas que vão te inspirar todos os dias.


Aprende-se muito com as pessoas, e ter essa habilidade de interação ajuda a alcançar novas ideias e até mesmo novos projetos.





Inteligência emocional no trabalho e na carreira


Sabendo então sobre o que é a Inteligência Emocional, como praticar no trabalho e na carreira?


A Inteligência Emocional pode ser vivida no dia a dia do trabalho, como também pode ser construída ao longo do tempo, fazendo com que você possa alavancar na carreira!


Os cinco princípios podem ser identificados da seguinte forma no trabalho e na carreira:


  • Ao conhecer as próprias emoções e ter autoconsciência, você consegue identificar o momento ideal para poder se recolher nos momentos certos, fazer uma pausa, ou até mesmo não responder aquele e-mail que te irritou.


  • Saber como é sua personalidade, suas vulnerabilidades e qualidades pode fazer com que se destaque no que é bom, e entender o que é necessário melhorar. É interessante também para reconhecer quais são os melhores cargos que podem encaixar com seu perfil.


  • Ter clareza das metas a cumprir no dia a dia (checklists podem auxiliar) e se cercar de atividades que podem alinhar com sua motivação no seu dia a dia. Já na sua carreira, ter objetivos maiores e buscar estratégias de crescimento podem fazer com que se sinta motivado.


  • Escutar seus colegas de trabalho podem ser a ponte para melhoria da sua relação com as pessoas. Aqui vale a empatia e o relacionamento interpessoal. Pela persuasão você consegue ser visto e ao interagir com as pessoas, você pode propor ideias e construir seu networking.



Agora fica mais claro compreender porque algumas pessoas crescem nas suas carreiras não apenas pelo conhecimento técnico, como também da ampliação de conhecimentos de relacionamento, e ao gerenciar suas emoções.


É pela Inteligência Emocional que as pessoas se tornam mais abertas, dinâmicas, motivadas, comunicativas, e até mesmo produtivas!


A inteligência emocional deveria ser ensinada para todos


Como falado anteriormente, tem sido vista a necessidade da Inteligência Emocional no mercado de trabalho, pois é a partir do gerenciamento das emoções é que se identificam grandes líderes, chefes e até mesmo equipes que são organizadas e satisfeitas.


Não é fácil gerenciar as emoções e o desafio é exatamente esse: é preciso trabalhá-lo todos os dias.


Com isso, ler mais sobre temas de desenvolvimento pessoal e comunicação podem ser aliados para sua carreira.


Você pode começar por dois livros:

  • Inteligência Emocional - A teoria revolucionária do que é ser inteligente, de Daniel Goleman

  • Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas, de Dale Carnegie


Afinal, todos querem se cercar de pessoas inteligentes, comunicativas, e inspiradoras! Por que não começar sendo essa pessoa?


39 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo